fbpx

Conheça 16 tipos de experiências de aprendizado

Quando falamos de experiências de aprendizado, o que vem à sua cabeça? São muitas as maneiras que podem nos impulsionar – bem como aos times de nossas empresas – a aprender com as experiências. Compartilho com você 16 destas formas:

  1. Chefes e superiores: observar como a liderança toma decisões e se comporta diante de situações diversas é uma excelente forma de aprender sobre como fazer e muitas vezes sobre como “não” fazer!
  2. Mudanças: se ao invés de você se comportar como “paciente” em qualquer processo de mudança e adotar uma postura de protagonismo, poderá extrair lições valiosas dos processos de transição.
  3. Aumento do escopo de trabalho: muitas vezes os profissionais encaram “mais trabalho” como algo não muito bom! Pense diferente: aproveite sempre que possível assumir novas atividades e responsabilidades, claro, dentro da sua capacidade de entrega e aprenda com essa experiência.
  4. Movimento horizontal: nem sempre a progressão da carreira é vertical, ou seja, só para cima! As novas estruturas organizacionais mais fluídas, em rede e baseadas em projeto, permitem experiências incríveis de aprendizado, mesmo que a dimensão do cargo e a remuneração sejam iguais às que você tem hoje.
  5. Novos projetos: costuma-se dizer que se você não está participando de algum projeto adicionalmente às responsabilidades do seu cargo, alguma coisa está errada! Novos projetos trazem possibilidades de novas experiências, não só pelo desenvolvimento de novas competências, como pela ampliação dos relacionamentos.
  6. Experiência pessoal: diariamente vivemos situações – individuais ou em equipe – que são de grande importância para o aprendizado. Sua carreira tem certamente uma quantidade enorme de experiências positivas, que podem mostrar claramente suas forças, ou mesmo negativas, que podem ajudá-lo a entender suas necessidades de aprimoramento.
  7. Crise: pare de reclamar da crise, de dizer que tudo vai mal, que não há perspectivas positivas, blá, blá, blá… é na crise que estão as grandes oportunidades de criar algo muito diferente! A crise é um poderoso combustível para a inovação!
  8. Engajamento: nas diversas experiências do dia a dia, observe o nível de engajamento das pessoas que participam dessas situações. Avalie o resultado para elas, para o processo e para você. E aprenda que, quanto mais engajado você estiver, melhor será o resultado e mais feliz você será!
  9. Dilemas: antes de se posicionar perante a um dilema, avalie de forma isenta os prós e contras de cada uma delas. Isso faz com que você aprenda sobre as perspectivas de cada posição. Só depois do aprendizado, apoie aquela que tem mais alinhamento com seu propósito.
  10. Erro: é uma das experiências mais ricas de aprendizado! Não fique se lamentando pelo erro – seu ou da equipe -, mas busque uma reflexão profunda das causas que levaram ao erro. E aprenda com isso! Você vai errar de novo, mas em algo diferente!
  11. Diversidade cultural: Num mundo globalizado e agora digital, a um “toque” dos nossos dedos, vivemos experiências diárias com diversas culturas, que têm valores, princípios e paradigmas diferentes dos nossos. Suspenda o julgamento e aprenda como funcionam essas culturas! E, como recompensa, você pode ser multicultural, podendo interagir da melhor forma.
  12. Revés na carreira: muitos profissionais têm dificuldade em lidar com a transição de carreira  provocada por uma demissão. Mas ao invés de se deixar levar pelo lado negativo da situação, faça uma análise da sua trajetória até aquele momento e identifique pontos que possam ter contribuído para a sua situação atual. E aprenda com isso!
  13. Pessoas difíceis: eis uma experiência muito interessante de aprendizado. Lidar com pessoas difíceis exige autoconhecimento, autocontrole, empatia e diferentes estratégias de influência e persuasão. Se você não tiver desenvolvido  bem esses requisitos, a experiência poderá ser sempre um sofrimento e não um aprendizado.
  14. Feedback: a experiência de dar e receber feedbacks permite aprendizados profundos sobre “quem eu sou”, na medida em que permite que as pessoas expressem suas percepções sobre meus comportamentos e também sobre qual a melhor forma de lidar com o outro, seja na correção de problemas ou no reforço positivo.
  15. Coaching: visto como um processo estruturado de desenvolvimento ou de liderança, o coaching desafia a encontrar as melhores respostas dentro de si mesmo, o que reforça de forma profunda o aprendizado.
  16. Cursos e treinamentos: a experiência de participar de cursos e treinamentos, permite o aprendizado de forma direcionada para o desenvolvimento ou aprimoramento de competências. Basta escolher o melhor!

Não importa a experiência, aprender é a única forma de transformar falha em sucesso!



Deixe uma resposta