fbpx

Como são os grandes líderes digitais?

O mundo empresarial enfrenta um paradigma de uma magnitude talvez nunca vista antes. A era digital trouxe outra dinâmica para a realidade das empresas, mas nem todas estão conseguindo se adaptar a este novo cenário. Para ajudar os profissionais de RH e executivos, me inspirei no Índice de Sustentabilidade Digital (Digital Sustainability Index), que foi desenvolvido pelo Korn Ferry Institute, e preparei três textos que compartilharei aqui no blog. No primeiro, vou responder à pergunta: Como são os grandes líderes digitais? Na sequência, abordarei quantos líderes digitais você precisa ter dentro da sua empresa. E, por fim, ajudarei a trilhar o caminho para atingir a liderança digital.

Gosto muito de abordar esse tema e já trouxe algumas reflexões sobre a importância que do RH nesta nova era. Dá só uma olhadinha:
[ERA DIGITAL] A RESSIGNIFICAÇÃO DO RH
[ERA DIGITAL] RH E SUAS BARREIRAS PARA A INFLUÊNCIA ESTRATÉGICA
[ERA DIGITAL] TENDÊNCIAS: O RH COMO PROTAGONISTA DA INOVAÇÃO NAS EMPRESAS
[ERA DIGITAL] O PAPEL DO RH NA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL EFETIVA

Voltando ao tema central deste post, pergunto: como são os grandes líderes digitais? Para ajudar a criar uma imagem mais clara do que é necessário, o índice da Korn Ferry mapeia quatro temas amplos que definem a liderança digital efetiva. São eles:

1. Mentalidade pioneira
Grandes líderes digitais pontuam alto em adaptabilidade. Eles têm curiosidade e disposição para assumir riscos que são regulados por sua capacidade de continuar a entregar resultados. Eles gerenciam as prioridades com grande destreza mental, o que permite que avaliem e façam escolhas em ciclos curtos e continuem com confiança quando essas decisões precisam mudar. Isso é o que chamamos de “mentalidade pioneira”.

2. Ênfase na ambiguidade
Os desafios nunca mais serão “resolvidos” no sentido tradicional, pois as condições continuam mudando. Em vez disso, os grandes líderes digitais constantemente ajustam e criam compensações, oscilando rapidamente entre o pensamento de longo e curto prazos. Gerenciar ambiguidade é fundamental. Estas pessoas devem ser capazes de abraçar o pensamento fluido e estar dispostas a viver nas áreas cinzentas à medida que as organizações se espalham pela divisão tradicional-digital.

3. Inteligência emocional elevada
A capacidade de envolver e inspirar funcionários e cultivar a inovação nos outros é essencial para uma liderança digital eficaz. Também é imprescindível que estes líderes possam dar suporte para todo o negócio considerando a agenda de mudança de cultura digital e desenvolvam conexões em 360° dentro e fora da organização.

4. Love challenge, hate structure
Criar sustentabilidade digital significa reverter as práticas estruturadas de tomada de decisão e recuar das linhas diretas de responsabilidade. Grandes líderes digitais são energizados por essas condições, trabalhando com confiança em ambientes não estruturados e sendo motivados pelas situações difíceis que encontram.

Em outro recente estudo do World Economic Forum, foram listadas as 10 competências para o profissional de 2022. Oito delas são aquelas que chamamos de soft skills, ou seja, tem relação direta com comportamentos e emoções humanas. Ainda não podem ser desenvolvidas por “máquinas”. Vejam que também os 4 temas acima tem muito mais a ver com competências genuinamente humanas.



Deixe uma resposta